Pular para o conteúdo principal

Empreenda com confiança



A Metodologia QEMP é uma avaliação ágil e inovadora, que combina boas práticas das áreas do empreendedorismo e comportamento humano.

O QEMP ajuda na identificação de pontos fortes e áreas de melhoria nos seis Pilares do Empreendedorismo, para que você empreenda com confiança.

Ao utilizar a Metodologia, você vai aprender sobre:

·       Seu conhecimento em relação ao mercado que quer atuar;
·       Sua habilidade em prototipar produtos e serviços;
·       Seu perfil empreendedor;
·       Entre outras características importantes para iniciar e desenvolver um negócio.



COM A METODOLOGIA VOCÊ CONHECE SUAS DIMENSÕES PESSOAIS

Preenchendo sua Avaliação QEMP você descobre, por exemplo, se é mais: Inovador, Relacional, Processual, ou Analítico.

Diferentemente de outras avaliações comportamentais, o QEMP mostra como suas dimensões são utilizadas em relação ao projeto de empreendedorismo que você atua ou planeja atuar.

Ao final do processo de diagnóstico, a Metodologia apresenta planos de ação e tarefas personalizadas, de acordo com seu perfil e momento profissional.

UTILIZE O QEMP COMO UMA MÉTRICA DO SEU NEGÓCIO

Recomenda-se realizar o QEMP a cada 4 ou 6 meses, para verificar a sua evolução e a evolução do seu projeto.

Desenvolvida por especialistas na área, a Metodologia QEMP é uma opção segura, que apoia empreendores de diversos portes.

Estamos prontos para te apoiar.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 6 tipos de empreendedores: você sabe em qual você se encaixa?

Com a constante crescente do empreendedorismo no Brasil, crescem também os estudos e definições sobre o tema. Nunca se falou tanto em empreendedorismo no Brasil como nos últimos anos. Ainda bem! Com a economia mundial longe de uma estabilidade plena e duradoura, dar o tão temido passo rumo ao empreendedorismo pode ser uma solução ou uma hipótese a ser totalmente recusada. Como você se vê diante disso? Como a cultura empreendedora faz parte da sua vida?  Quais são os tipos de empreendedores existentes hoje? Eu sei que nossos leitores por aqui são antenados, mas não custa reforçar: ser empreendedor não é necessariamente ter um negócio próprio. Inclusive você pode ter o seu negócio e ser “apenas” um empresário, não um empreendedor. Bem como um funcionário pode ser empreendedor sendo “apenas” colaborador de uma companhia.   O desejo por mais qualidade de vida também influenciou para o crescimento do empreendedorismo O pensar empreendedor, somado à vontade de deixar de receber

Nós vivemos em nossa mente

Gastamos muito tempo comprando casas bonitas, decorando-as de acordo com os nossos desejos, fazendo tudo parecer muito agradável. Nós as mantemos limpas, bem mobiliadas e lindamente decoradas, e as exibimos com orgulho para as outras pessoas. Mas, na verdade, não vivemos em nossa casa, vivemos em nossa mente. Também passamos muito tempo cuidando de nossa aparência física, sempre tentando parecer jovens e atraentes, usando o tipo certo de roupas e procurando dar às pessoas o tipo certo de impressão. Nós pensamos: “Este sou eu”. Se vamos para outro lugar, deixamos nossa casa para trás, não somos caracóis. Mas carregamos nossa mente conosco para todos os lugares, vivemos dentro dela. Tudo o que vemos é projetado para nós através de nossos órgãos dos cinco sentidos, incide sobre nossa consciência e, em seguida, é interpretado pela mente. A mente em si é considerada um sexto sentido, aquele que está constantemente produzindo memórias, pensamentos, ideias, opiniões, julgamentos, gos

Meu negócio quebrou. E agora?

Montar (ou fechar) o primeiro negócio ainda é tabu para muitas pessoas. Se você já passou por isso ou está planejando começar (ou fechar) um, mais cedo ou mais tarde irá se perguntar se está no caminho certo. Seja motivado por fatores externos (pressão da família ou amigos) ou internos (autocobrança), você se pegará pensando: estou na direção do sucesso ou fracasso? Ao longo dos anos, acompanhei muitos empreendedores durante a fase de preparação e planejamento de uma empresa (inclusive minhas). Aprendi que os motivos que levam alguém a empreender o negócio próprio têm relação direta com a percepção de sucesso ou fracasso. 3 lojas de uma vez Certa vez acompanhei um colega que trabalhava como gerente em um banco durante seus primeiros passos como empreendedor. Com um salário de R$10mil por mês, seu principal objetivo com o novo negócio era obter uma renda igual ao que tinha como funcionário. Para isso, decidiu abrir ao mesmo tempo três franquias de uma rede que vend